quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Interior, exterior.



As vezes meu riso sai de mim. Sai de dentro, como se nem fosse meu.
Acho que isso só tem sido bom para curar um pouco do que fica.
Em resíduos ácidos, de tudo que não presta, e eu enxergo melhor.

8 comentários:

Marcel disse...

Sai mesmo. ;]

Bruna Berri disse...

Rir será sempre o melhor remédio, os segundos que nossa mente fica vazia curam as centenas de minutos que virão!
Beiiijos!

Eu, Thiago Assis disse...

ah, tem sempre coisas que prestam =p

Sarah dos Anjos disse...

lINDO!!! estou seguindo seu blog... abraços...

Wagner Beethoven disse...

Dinamor já dizia, "Quem quiser vencer na vida deve fazer como os seus sábios: mesmo com a alma partida, ter um sorriso nos lábio"

-
acredito que o sorriso é um despertar num dia ruim, ele consegui nos fazer esquecer dar piores dores.

Anônimo disse...

Bom dia reflectivo blog , gostei bastante, secalhar poderiamos fcar amigos de blog :) lol!
Tirando as piadas o meu nome é Andrei, e parecido contigo escrevo paginas se bem que o foco do meu space é bastante diferente deste....
Eu faço páginas de poker que falam de poker gratis sem teres de por do teu bolso......
Gostei muito o que li aqui mais uma vez
Voltarei!:)
Ps:Peço desculpa pelo meu portugues ruim

Johan Korovha Wagner disse...

O sorriso freqüentemente é usando como máscara ou como armadura.

Melhor defesa, impossível!

Bruno Luiz Mattos (@Brunluizz) disse...

Não sei exatamente o que quis dizer com o texto, mas nada melhor quando em meio a algo ruim alguem consegue roubar um sorriso, que na verdade não é roubo, ganhamos perspectivas.